19 de ago de 2012

Campos magnéticos Cósmicos

Campos magnéticos Cósmicos
Dados de campos magnéticos da Galáxia Whirlpool, M51.

É provável que a simples menção de escala cósmica dos campos magnéticos do Universo  ainda provoquem constrangimentos e um silêncio incômodo em alguns círculos astronômicos - e após um pouco de constrangimento, a discussão será transferida para assuntos mais seguros. Mas olhe!, eles estão lá fora... Eles provavelmente têm um papel na evolução da galáxia, se não a formação de galáxias - e são certamente uma característica do meio interestelar e do meio intergaláctico.

Espera-se que a próxima geração de telescópios de rádio, como o LOFAR (Low Frequency Array) e o SKA (Square Kilometer Array), possibilitem o mapeamento desses campos, em detalhes sem precedentes - assim mesmo verifica-se que os campos magnéticos cósmicos desempenham apenas um papel insignificante na cosmologia em grande escala - pelo menos, vale a pena ter um olhar ...
Fontes:
Universetoday.com
(Créditos: Bonn MPIfR).

Placas tectônicas em Marte - cientistas encontram pistas

Legenda: Valles Marineris NASA World Wind Mapa Marte Crédito: NASA
Até agora, pensava-se que a Terra fosse o único planeta com placas tectônicas. Mas um "crack" enorme na superfície de Marte - o maciço Valles Marinaris - mostra evidências do movimento de grandes placas da crosta abaixo da superfície do planeta Marte, ou seja, pode ser que mostre o primeiro estágio de placas tectônicas. Esta descoberta poderá talvez lançar luz sobre o processo de formação das placas tectônicas.

Créditos:
© Jenny Winder para UniverseToday,2012

3 de mar de 2012

Reserve seu lugar - Viagem à Lua


A Space Adventures vai levar duas pessoas para a excursão, que ocorrerá até 2015.
Viagem à Lua custa “apenas” US$ 150 milhões. Quer ir?
A Space Adventures, companhia de vôos aeroespaciais turísticos, baseada no estado da Virgínia, Estados Unidos, vai levar duas pessoas para uma viagem pela órbita da Lua, que terá duração de três dias e meio.
Para chegar à Lua, os turistas serão preparados por até nove dias e, depois, serão colocados num foguete com direção à Estação Espacial Internacional (ISS). A partir daí, o módulo habitacional do foguete será acoplado à nave espacial russa Soyuz, responsável por levá-los à viagem e trazê-los de volta a Terra.
Eric Anderson, presidente da Space Adventures, afirmou que uma pessoa já pagou pela excursão e que agora só há mais um lugar disponível. O lançamento está previsto para ocorrer antes de 2015, e custa US$ 150 milhões.
Fontes:


2 de mai de 2011

Exoplaneta Super Terra é detectado em trânsito de estrela.

Exoplaneta Super Terra é detectado em trânsito de estrela.
Uma das primeiras estrelas conhecidas por hospedar um planeta extra-solar, que foi a estrela 55 Cancri. O primeiro planeta nesse sistema foi relatado em 1997 e hoje o sistema é conhecido como Host, pelo menos, cinco planetas, o mais interno dos quais, 55 e CNC, foi descoberto recentemente no trânsito da estrela, dando novas informações sobre este planeta... Leia o resto desta matéria em “Trânsito da Super-Terra observado em torno da Star Naked Eye
Fonte:

Eta Aquarid (Cometa Harlley) - Chuva de meteóros enquanto alinham-se os planetas.

Eta Aquarid (Cometa Harlley) - Chuva de meteóros enquanto alinham-se os planetas.
Cometa Halley Cortesia de Halley Team Multicolor Câmara, o Projeto de Giotto, da ESA
Você está pronto para o Aquarid Eta Meteor Shower? Embora o pico de atividade será na noite de 5 à 6 de maio/2011, os descendentes do Cometa Halley já estão começando a fazer sua aparição conhecida. Não importa onde você mora ou o fuso horário em que você observar, o melhor momento para procurar por "estrelas cadentes" é nos próximos dias,  nas horas que antecedem o amanhecer...  Leia o resto desta em The Early Morning Show - Chuva de meteoros Eta Aquarid enquanto se alinham os planetas.
Fonte:

30 de abr de 2011

Livro O Relojoeiro Cego - Richard Dawkins.

Richard Dawkins, o mais influente cientista da evolução contemporânea, não é exatamente um tipo conciliador. Outros livros seus, como O gene egoísta e A escalada do monte Improvável, marcaram época não só pela força expositiva, mas antes de tudo pelas polêmicas que suscitaram. Neste O relojoeiro cego – obra que se tornou clássica tão logo foi lançada, em 1986 -, a verve e a paixão são as mesmas; variam, entretanto, o ângulo de abordagem e o tom do argumento.
Desta vez, não se trata apenas de expor a coerência interna e as bases empíricas do darwinismo. Dawkins não quer pregar aos já convertidos: quer conquistar novos adeptos para o evolucionismo e, mais amplamente, para o pensamento científico. Para tanto, há que desfazer duas confusões.

Primeiro, Dawkins mostra que o darwinismo não é uma teoria do acaso “cego”, uma vez que não procura explicar o surgimento dos seres vivos por meio do acúmulo de casualidades favoráveis. Ao contrário, a seleção natural é tudo menos aleatória: a sobrevivência é um jogo árduo, de regras estritas e definidas. Desmonta-se então a alternativa tendenciosa “acaso versus desígnio divino”, proposta pelas várias versões do criacionismo.

Em seguida a essa desmontagem, o autor enfrenta a tarefa mais delicada: desfazer o mal-estar que o binômio básico da moderna síntese de darwinismo e genética – pressão seletiva e mutação gênica – costuma causar a tantos leigos. De fato, haverá modo de conciliar a aparente magreza conceitual com a pujança e a variedade do mundo natural? Será possível professar o darwinismo sem perder a admiração que a complexidade dos seres vivos sabe nos causar?

(não hospedamos downloads, apenas informamos as fontes e os links de hospedagem na Web).

Fonte:

24 de mar de 2011

Hilas-1 é o novo satélite para banda larga européia.

Hilas-1 o novo satélite para banda larga européia.
Hylas-1 pronto para o serviço
24 de março de 2011
São todos os sistemas de Hylas-1, o primeiro satélite criado especificamente para fornecer acesso de banda larga aos consumidores europeus. Desde o seu lançamento em novembro, Hilas teve um bom desempenho ao longo do seu teste em órbita e está agora pronto para o serviço comercial.
Numa extensa série de testes foi verificado o desempenho de cargas nas suas comunicações. Os testes foram realizados a partir das novas instalações da ESA, em Redu, na Bélgica. Os testes confirmaram que a carga, incluindo as antenas, está de boa saúde, operando corretamente e não apresenta efeitos nocivos no espaço.
"O plano de teste inclui uma vasta gama de controles diferentes", explicou Andrew Murrell, Hilas-1 da ESA Payload Manager. "Nós também demonstramos que a carga é “única” e de capacidade altamente flexível.”  
A inovadora e “'altamente adaptável”  payload foi desenvolvida pela Astrium (UK), com o apoio da ESA e do avançado Centro de Pesquisas em Sistemas de Telecomunicações (ARTES). A ESA dedicou anos ao desenvolvimento de tecnologias de banda larga via satélite por meio de ARTES, e agora muitas dessas inovações estão sendo colocadas para trabalhar no Hylas-1.
"Nós ajudamos a desenvolver e a demonstrar em órbita uma arquitetura totalmente nova de carga útil de comunicação, utilizando uma gama de tecnologias “voo de primeira ", disse Andrew.
"das 66 unidades ativas que fazem a carga, 48 foram desenvolvidas no âmbito deste projeto."
Fornecendo cobertura da banda larga européia, bem como de distribuição de TV e outros serviços, Hilas-1 é o primeiro satélite europeu projetado especificamente para oferecer serviços de banda larga interativos, como a primeira parceria da ESA público-privadas em um sistema completo de satélites.
A maior parte da missão é financiada pelo operador comercial Avanti Communications.
"Os testes em órbita do Hylas-1 tem sido um sucesso completo e nos coloca em uma posição forte para um crescimento futuro", disse David Williams, presidente-executivo da Avanti Communications.
"Com o satélite europeu de banda larga, primeiro plenamente operacional, Avanti irá agora fornecer uma gama de serviços de dados de comunicações por satélite para os consumidores, empresas e organizações governamentais em todo o Reino Unido e Europa.
"Em um mercado tão grande com tanto crescimento na demanda de dados, uma forte base de clientes já se comprometeram. Estamos muito confiantes de atingir rapidamente o sucesso comercial para este satélite poderoso e flexível."
Para obter mais informações, consulte aqui. . .
Fonte:

12 de fev de 2011

Spitzer, da NASA, escava coleções de possíveis sistemas solares em Orion

(15/08/2006) - Os astrônomos há muito prescrutam as vastas camadas de nuvens da nebulosa de Orion, um trabalhador da fábrica de fazer estrelas visíveis a olho nu na constelação do Caçador. No entanto ... leia mais.

11 de fev de 2011

Nova visão da vida familiar na nebulosa da América do Norte.


11/02/2011) - Estrelas em todas as fases do desenvolvimento, desde empoeiradas criancinhas para jovens adultos, estão em exibição em uma nova imagem a partir da Nasa Spitzer Space Telescope. Esta comunidade cósmica é chamada a nebulosa América do Norte. Em luz visível, a região se assemelha ao continente norte-americano. A semelhança mais marcante é o Golfo do México; mas, na opinião de infravermelho do Spitzer, o continente desaparece. Em vez disso, uma paisagem em turbilhão de poeira e estrelas jovens vem na vista ... história completa.

Fonte: